segunda-feira, 30 de maio de 2011

PENSE NISSO!


"TODA ESTRADA DA VIDA HUMANA DESCE DE VEZ EM QUANDO AO VALE.
TODO HOMEM TEM QUE ATRAVESSAR O TÚNEL DA TRIBULAÇÃO ANTES DE PODER VIAJAR PELA ESTRADA ELEVADA DO TRIUNFO."
(Simpson).

domingo, 29 de maio de 2011

O ENCONTRO!


COMO É BOM ENCONTRARMOS ALGUÉM.

ALGUÉM SEM PRESSA, QUE POSSA SENTAR AO NOSSO LADO,
E SE INTERESSAR POR NÓS.
ALGUÉM QUE NOS PERGUNTE COMO PASSOU O DIA? CONSEGUIU RESOLVER AQUELE PROBLEMA QUE ESTAVA PENDENTE? COMO VAI A SUA FAMÍLIA?
ALGUÉM CALMO, SERENO. QUE NOS FALE PALAVRAS DE CONFORTO, AMOR E COMPREENSÃO.
ALGUÉM SEM PRESSA. SEM OLHAR PARA O RELÓGIO E NOS DIGA: SÓ TENHO ALGUNS MINUTOS.
ALGUÉM QUE NÃO CORRA, QUE NÃO TENHA PRESSA, E QUE POSSA DEIXAR O RELÓGIO PRA LÁ E SIGA O TEMPO DAS ESTRELAS.
PARA QUE ISSO ACONTEÇA É NECESSÁRIO DARMOS UMA PARADA.
O SENHOR JESUS NOS DEU O EXEMPLO EM (MARCOS 10:49), PAROU JESUS.
E É JUSTAMENTE ISSO QUE NÃO ESTÁ ACONTECENDO EM NOSSO CAMINHAR, NÃO ESTAMOS PARANDO PARA NINGUÉM.
JESUS PAROU!
E NÓS QUANTAS VEZES JÁ PARAMOS PARA OUVIR O NOSSO IRMÃO?
=====================================
DEUS POR NÓS!
Abraços.


sábado, 28 de maio de 2011

“POR QUE ME SINTO TÃO SÓ”


 “Por que me sinto tão só, havendo aqui mais de 2.000 pessoas?”
Esta foi a pergunta de uma universitária gravada na cadeira do auditório da Universidade. 
A população mundial vive uma triste realidade: A solidão!!! Há um percentual elevadíssimo de pessoas deprimidas. Sentem-se sozinhas, como desamparadas, apesar da multidão que as cercam a cada momento. Vivem inseguras, à semelhança de um pequeno barco açoitado pelas ondas bravias do oceano. Esta triste verdade verifica-se em nosso local de trabalho, nas escolas, nas conduções, nos ajuntamentos festivos, nos clubes.
E o que é pior, por vezes verifica-se também nos lares,
Onde os cônjuges vicem em desarmonia, onde os filhos não se comunicam com os pais, onde os irmãos estão à distância uns dos outros.
 Realmente, há muita falta de amor. Muita falta de calor humano... Toda a nossa sociedade está enferma com essa deficiência terrível de falta de humanidade.
 Drogas, promiscuidade, alcoolismo, delinqüência e depressão são as conseqüências mortais da falta de amor de uns para com os outros.
A solução para esse estado desesperador da humanidade está no Amor de Deus revelado em Seu Filho Jesus Cristo. Só o Amor de Deus é capaz de transformar todas as coisas... O apóstolo Pedro assim nos adverte quanto ao dever que temos de nos amar uns aos outros:
 “Amai-vos de coração uns aos outros ardentemente”. (I Pedro 1.22)

JESUS PAROU!


Vivemos hoje uma época de incontrolável correria... De automatismo.
De desumanização. De desinvidualismo. Até mesmo no seio familiar.
Caímos numa absurda engrenagem de relógios e máquinas, sem a menor capacidade de sonho e reflexão. Estamos na época em que a reflexão é medida por ponteiros e o sonho é proibido. Parar é impossível... Como se escorregássemos ladeira abaixo, sem poder parar ou retornar.
Nessa corrida louca em que somos levados de roldão, isolamo-nos de tudo e de todos... Galope dos dias... Cansaço... Solidão... Tristezas.
Tudo isto vejo retratado naquele mar de gente, naquela multidão que ia com Jesus de Jericó para Jerusalém.
Em meio à quase lacônica descrição de esse caminhar onde um cego seria o cerne da história duas palavras me chamaram sobremaneira a atenção: “JESUS PAROU”
Aquela multidão, ávida de curiosidade, apressada e incessível, estava interessada apenas em seguir Jesus para testar sua fama. Na sua pressa ela não se deixou nem de leve tocar pela agonia de um homem. Nem tinha sentido! Contudo, em meio ao barulho da turba – o manso deter-se de Jesus deve tela chocada... MAS, QUE MARAVILHOSA LIÇÃO DE AMOR”
“PAROU JESUS”
Sim! O amor exige uma parada. E é justamente isto que não está acontecendo... Nós, em nosso caminhar, não estamos parando para ninguém.
Não temos tempo. Estamos sempre com algo adiante para tratar, resolver, providenciar. Há sempre algo mais importante do que o assunto ou o problema do nosso irmão... Não tão particular ou enfadonho. Pelo menos com mais interesse e proveito a nossa vida... Por isso essa conversa a dois, talvez monótona e parada, pode ir sendo adiada... Pois podemos fazer depois de amanhã aquilo que faríamos amanhã, em vez de hoje... Já que também somos o povo do adiamento – nada de mais! 
“Quantas vezes paramos para ouvir o nosso irmão”?

domingo, 22 de maio de 2011

sexta-feira, 20 de maio de 2011

O QUARTO SECRETO.


O QUARTO SECRETO.
As pessoas têm algumas necessidades que são profundamente aflitivas.
O poeta Alfred Tennyson, após a morte de um amigo muito querido disse:
“Jamais a manhã encontrou a noite, no entanto alguns corações se partiram com a despedida.”
Algumas vezes nos encontramos conversando com amigos que estão com o coração partido e podemos nos sentir perdidos sem saber o que dizer.
Como podemos “dizer boa palavra ao cansado” como diz em Isaías 50:4?
Dizer às pessoas o que ao professores nos ensinaram pode ter algum impacto sobre elas. Porém, as palavras mais úteis e persuasivas são ditas por aqueles que são ensinados pelo próprio Senhor.
Por essa razão é essencial sentarmo-nos aos pés de Jesus e aprender dele.
Quanto mais recebemos dele, mais teremos para dar aos outros.
George MacDonald ilustra este tempo com o Senhor como se tivéssemos “um quaro no próprio Deus.” Ele continua: “Ao sair desse recinto... o homem deve trazer revelação e força para seus irmãos. É para isso que ele foi criado.
É através do estudo reflexivo da Bíblia acompanhado de oração, leitura e meditação silenciosa, que Deus fala aos nossos corações.
Ele nos dá “a língua de eruditos” (Isaías 50:4) para que tenhamos algo para compartilhar com aqueles que estão nas profundezas do desespero.
(DHR).
***************************************
DEUS POR NÓS!
Abraços.
Antoniotavares.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

UBUNTU

A Jornalista e filósofa Lia Diskin no Festival Mundial da Paz em Floripa (2006) nos presenteou com um caso de uma tribo na África chamada Ubuntu. Ela contou que um antropólogo estava estudando os usos e costumes da tribo e, quando terminou seu trabalho, teve que esperar pelo transporte que o levaria até o aeroporto de volta pra casa. Sobrava muito tempo, mas ele não queria catequizar os membros da tribo então, propôs uma brincadeira pras crianças que achou ser inofensiva.
Comprou uma porção de doces e guloseimas na cidade, botou tudo num cesto bem bonito com laço de fita e tudo e colocou debaixo de uma árvore. Aí ele chamou as crianças e combinou que quando ele dissesse "já!", elas deveriam sair correndo até o cesto e a que chegasse primeiro ganharia todos os doces que estavam lá dentro.
As crianças se posicionaram na linha demarcatória que ele desenhou no chão e esperaram pelo sinal combinado. Quando ele disse "Já!" instantaneamente todas as crianças se deram as mãos e saíram correndo em direção à árvore com o cesto. Chegando lá, começaram a distribuir os doces entre si e a comerem felizes.
O antropólogo foi ao encontro delas e perguntou porque elas tinham ido todas juntas se uma só poderia ficar com tudo que havia no cesto e, assim, ganhar muito mais doces. Elas simplesmente responderam: "Ubuntu, tio. Como uma de nós poderia ficar feliz se todas as outras estivessem tristes?"
Ele ficou de cara. Meses e meses trabalhando nisso, estudando a tribo e ainda não havia compreendido, de verdade, a essência daquele povo. Ou jamais teria proposto uma competição, certo?
Ubuntu significa: Sou quem sou, por quem somos todos nós.
Atente para o detalhe: por quem SOMOS, não pelo que temos...
==================================
DEUS POR NÓS!
Abraços.
Antoniotavares.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

MÃE!


Alguém escreveu que o mês de maio é o mês do amor.
Assim nos lembramos com grande carinho de todas as mães de uma forma geral, sendo este mês consagrado a todas as mães do mundo.
Quando pensamos nesta palavra “Mãe” logo nos vem a imagem da família, do lar, por que ela é o pivô, o esteio de segurança disso tudo.
Em Provérbios 31:10 diz que a mulher virtuosa vale mais que os ricos corais.
É Provérbios que ainda diz, que ela vale mais que as ricas jóias: isto porque a mulher virtuosa é sábia, construindo, edificando sua casa, no amor, no perdão, na pureza, na oração, na humildade, na ordem, na sensatez, não deixando que o mal destrua seu aconchego, seu bem estar em família.
A mulher virtuosa, a mãe sublime e extraordinária é aquela que coloca sua vida e a vida do seu lar, de seus filhos e do seu marido, nas mãos de Deus, orando “sem cessar” vigiando sempre para não cair em tentação, nem tropeçar, conservando em Cristo a firme estrutura, da família que é o órgão vital da sociedade e a felicidade e a salvação da nação.
(J. S. Carvalho).
***************************

domingo, 8 de maio de 2011

VIVA O PRESENTE COM INTENSIDADE...

Viva o presente com intensidade:
Mas só o presente
Geralmente as pessoas sofrem mais pelo que pensam que pode acontecer, do que pelo que realmente acontece.
Conhecemos o texto de Mateus: 6: 25-34, porém, vivemos como se ele não existisse.
Na primavera de 1871, William Osler era estudante de medicina em Montreal.
Certa noite ele estava profundamente ansioso em relação aos exames daquele ano... Então ele tomou um livro onde leu um texto de 24 palavras. Aquelas palavras mexeram com ele... William Osler resolveu, desde então, por em prática aquelas palavras.
RESULTADO:
1 – Ele se tornou um médico brilhante;
2 – Ele foi honrado com o cargo de professor régio de medicina e Oxford, a maior distinção que se podia conceder a um médico na Inglaterra;
3 – Ele foi feito cavaleiro pelo rei e quando morreu foram precisos 1.466 páginas para contar a história de sua vida.
As 24 palavras que ele leu, e pôs em prática, aqui estão...
“O nosso objetivo não é ver o que se encontra vagamente à distância, mas fazer o que se acha claramente ao nosso alcance”...
“Não vos inquieteis com o dia de amanhã” (palavras de Jesus)

sábado, 7 de maio de 2011

REUNIÃO DE ORAÇÃO


A MAIOR META DE SATANÁS É DESTRUIR NOSSA VIDA DE ORAÇÃO.
NO ENTANTO, QUANDO ORAMOS ELE ESTREMECE.
Se isto é verdade (e centenas de grandes homens de Deus confirmam que é), então temos problemas. Poucas igrejas em nossos dias têm uma reunião que é mais que rotineira. Temos muitos livros sobre oração e a maioria dos pastores pregam sobre a oração de vez em quando. Com nossos lábios falamos, mas não praticamos. Negligenciamos  a intercessão que vem do coração. Não necessitamos de mais livros ou mensagens.
Necessitamos de orar. Para reativarmos a reunião de oração em nossas igrejas será necessário ação e disciplina combinados com muito amor, paciência e realidade espiritual pessoal. C. S. Lewis disse:
“Temos a tendência de pensar, mas não agir. Se continuarmos a pensar e a sentir sem agir, logo seremos incapazes de agir.”
(Extraído do texto “Reunião de Oração”).
(Escrito pelo pastor George Verwer).
=================================

quarta-feira, 4 de maio de 2011

O CONSTANTE MAU HUMOR


Certa feita, revista nacional divulgou que estudos revelaram que, ao contrário da crença geral a respeito da esfuziante alegria dos brasileiros, 3,5% da população do país sofrem com mau humor constante. 
A cifra pode até parecer pequena, mas certamente é significativa. Tanto que levou os médicos da Universidade do Estado de São Paulo a iniciar um trabalho sobre o assunto, vinculado à Organização Mundial de Saúde. 
Por que tanto mau humor é de nos perguntarmos, se vivemos em um país tropical, de belezas naturais extraordinárias, sem guerras ou calamidades sísmicas. 
Constatamos que há os que entram nesse clima de tensão, quando contrariados em suas vontades, ignorantes de que não temos tudo o que desejamos, mas recebemos exatamente o de que carece nosso Espírito para o processo evolutivo incessante. 
Outros, empregados em lojas comerciais, se tornam mal-humorados ante as solicitações de eventuais compradores, que desejam tocar o produto, experimentar vários, além de indagar de todas as suas qualidades... E depois vão embora sem comprar nada. 
Esquecem-se tais funcionários que é regra do comércio mostrar, demonstrar, tanto quanto perquirir, provar, testar... 
Sempre tendo o direito o possível comprador de, em não sendo convenientes as qualidades ou o preço da mercadoria, se permitir não adquiri-la. 
Mas existem os que assumem mau humor, logo pela manhã, por terem sido despertados uns minutos antes do programado, pelo som de buzinas na rua, pelo ladrar de cães da vizinhança ou a algazarra da criançada. 
Mau humor pelo aumento de salário pretendido que não veio no mês em curso, pelo atraso do seu pagamento, pela fila demorada em supermercados, em caixas eletrônicos e instituições públicas lotadas.
Mau humor por não encontrar a roupa passada e disposta, da forma exigida; por não ter à mesa o prato desejado; por não dispor de recursos para aquisição da roupa da moda, da grife do momento. 
Mau humor porque o trânsito está lento, quase caótico; ou porque descobre falhas nos outros motoristas, adjetivados logo de tolos ou ignorantes. 
Mau humor porque o pedestre faz sua travessia com o sinal vermelho para si e prejudica a aceleração de quem está motorizado e tem pressa. 
Tantos motivos para mau humor encharcam os dias e se refletem no relacionamento interpessoal. 
Atitude que isola as criaturas e as enferma, produzindo disfunções hepáticas, gastrointestinais, nervosismos, cefaléias. 
E, no entanto, existem tantos motivos para se ter bom humor, se alegrar. 
Tantos motivos para agradecer, sorrir, louvar.
Mau humor é tônica de quem não conhece o Cristo, nem os altos objetivos da vida que, em verdade, não são o gozo e o prazer mas o aprendizado, o crescimento.
Ante os que destilam mau humor, disponhamo-nos a conquistá-los para as fileiras da alegria e do equilíbrio que promovem serenidade e harmonia. 
Se somos do número dos que semeamos e alentamos o mau humor, iniciemos a observar o quanto podemos ser úteis, sendo pessoas tranquilas, propiciadoras de paz, onde estamos e com as condições que tenhamos.
A felicidade não depende do que acontece ao nosso redor e sim do que acontece dentro de nós. A felicidade se mede pelo espírito com o qual nós enfrentamos os problemas da vida.