quarta-feira, 22 de junho de 2011

UM CÉU DE CURTA DURAÇÃO


A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um
(Colossenses 4:6).
********************************************
Certo homem era casado com uma mulher cuja paciência não tinha limites, e ele se aproveitava disso. Para se gabar da submissão de sua esposa, ele levou um de seus colegas, o qual estava bebendo com ele no bar, para casa depois da meia-noite.
Sua mulher já estava dormindo, mas se levantou para abrir a porta.
Faça uma comida para mim exigiu grosseiramente o marido.
Sem manifestar a menor contrariedade, essa crente foi para a cozinha.
Enquanto a observava preparar a comida, o marido sorria satisfeito consigo mesmo, mas o amigo permanecia pensativo. Quando a mulher serviu à mesa, este último se voltou para ela e disse:
Não posso compreender como você se dispõe a satisfazer os caprichos de seu marido assim!
Com tristeza, ela respondeu: – Senhor, esse é todo o céu que ele irá conhecer, e é tão curto!
O convidado se calou. Então ele repetiu em voz baixa: “Esse é todo o céu que ele irá conhecer, e é tão curto! Se isso está correto, então, o que vem depois? O inferno… que será infinitamente duradouro”. Foi para casa meditando nisso.
Não conseguiu esquecer o assunto. Escutando uma pregação do Evangelho, creu na Palavra de Deus e recebeu o Senhor Jesus como seu Salvador pessoal. Assim obteve a paz com Deus. Tudo isso em conseqüência das inesperadas palavras de uma crente cuja paciência e resignação foram um testemunho efetivo do que é pertencer a Cristo.
(Devocional Boa Semente).
=============================
DEUS POR NÓS!
Abraços.

Um comentário:

  1. Pensando nisso, devemos tratar melhor aqueles que não seguem a Jesus Cristo

    ResponderExcluir